Você está aqui: Home » Blog » Como Lidar com a Partitura para construir Autoconfiança na Performance Musical

Como Lidar com a Partitura para construir Autoconfiança na Performance Musical

partitura-dificil

Este texto é destinado para músicos que enfrentam nervosismo em relação a música que vão apresentar: medo de esquecer as notas, medo que vai dar ‘branco’, nervosismo da exposição no público, ansiedade de se colocar em frente de uma banca…

‘A Imagem Maior’ ou ‘Como conectar melhor com a sua peça’

Essa é uma tática de metodologia de estudo inteligente. Na nossa relação com a peça o nervosismo facilmente faz nos concentrar na notas pequenas e esquecer da imagem maior. Qual é a historia da peça: começo – meio – fim?

Uma metáfora nítida é quando estou procurando uma rua especifica olhando para o mapa da cidade de São Paulo. A imagem da cidade dá desespero, como uma partitura com muitas muitas notas:

mapa-sao-paulo partitura-dificil

Se eu criar a imagem dá estrutura maior da partitura, eu crio um alivio para o meu sistema nervoso, que as vezes fica muito nervoso! A partir deste alivio, consigo lidar com as passagens e os blocos difíceis com o meu campo de atenção abertonum contexto de tranquilidade.

No mapa de São Paulo por exemplo, seria dividir essa estrutura enorme e complexa da cidade, primeiro em zonas (unidades grandes) e depois em bairros dentro dessas zonas (subcategorias dentro das unidades grandes).

zonas-sp-298x300

Antes de apresentar qualquer música é necessário poder contar a historia da peça, do mesmo jeito que contamos uma historia como a da Chapeuzinho Vermelho!

Cada um tem o próprio jeito de fazer a sua imagem maior da partitura. Depende no jeito de cada um, do estilo de música, mas bairros-sp-300x279principalmente nos objetivos que quero alcançar (quero poder tocar até o fim sem dor? quero poder sentir mais a vontade com o público? quero conectar melhor com a peça?) Os objetivos de criar a imagem maior precisam ser definidos ANTES de começar este trabalho.

 

Criando a imagem maior difere da analise de partitura que aprendemos na teoria especialmente neste ponto. Não é sobre fazer uma divisão objetiva necessariamente, é criar a SUA imagem maior, para desmistificar a dificuldade, criar blocos onde você pode renovar a sua energia e pensamento, e mais importante, se conectar de uma forma melhor com a sua peça!

 

2017-08-26T14:36:49+00:00

Leave A Comment